Rúben Faria termina na 2. Posição, tornando-se no melhor português no Dakar

Publicado Por: Manuel Serol - 22• Jan•2013

Rúben Faria, é o melhor piloto português em provas do Dakar, o motard terminou a prova rainha do todo-o-terreno no segundo lugar da classificação geral.

 Segundo melhor no Dakar

Segue o Jornal Positivo no facebook e recebe diariamente todas as notícias positivas de Portugal e do Mundo

Depois do grande feito, o piloto português disse às notícias desportivas que este resultado “é mais do que um sonho“.

“Comecei o Dakar, tal como desde 2010, a tentar ajudar ao máximo o Cyril Despres a vencer, neste caso a sua quinta vitória e esse era o meu principal objectivo. Esse objectivo foi cumprido na totalidade, penso que fiz um bom trabalho, a equipa está satisfeita comigo. À parte disso, fiz segundo lugar na prova, o que para mim é mais do que um sonho”, começou por dizer Rúben Faria.

Rúben Faria ajudou o piloto francês, Cyril Despres,  a conquistar mais uma edição do Dakar e terminou na segunda posição atrás do seu chefe de fila na KTM, mais precisamente a 10.43 minutos.

“Estou muito feliz, como é óbvio, mas o segundo lugar deixa-me mais feliz porque correu tudo bem com o Cyril, eu também não tive muitos problemas nem fiz muitos erros e este é o preço a pagar no fim, um preço que recompensa”, acrescentou.

Quando questionado sobre a possibilidade de “voos mais altos“, o piloto português recordou uma conversa com o piloto francês, que foi o primeiro a perguntar-lhe sobre os seus planos para futuro.

“Neste momento quero desfrutar desta terceira vitória do Cyril, quero desfrutar do segundo lugar, que culminou com 15 dias de trabalho aqui e seis meses de trabalho em Portugal. Agora é esperar para reflectir, vou saborear este resultado com a família, certamente irei de férias e então vou pensar no que será melhor para mim.”

Rúben Faria aproveitou ainda para destacar o desempenho de todos os outros pilotos português que participaram nesta edição do Dakar: “Todos os portugueses estão de parabéns, porque o Hélder, o Paulo Gonçalves e eu ficámos dentro dos dez primeiros nas motas, o Carlos Sousa nos dez primeiros nos carros, o Mário Patrão e o Bianchi Prata acabaram, o Paulo Fiúza venceu uma etapa como navegador. O Miguel Ramalho esteve ao mais alto nível e o piloto do Filipe Palmeiro teve um acidente, mas esteve aqui até ao final e é um amigo”, concluiu o piloto português.

A nova época de Formula 1 inicia-se em Março referir apenas que poderá assistir aos Grandes Prémios em f1 online.

Enviado por David Simples

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *