Catadora de lixo cria biblioteca com obras encontradas no lixo no Brasil

Publicado Por: Manuel Serol - 16• Nov•2012

Cleuza Aparecida Branco de Oliveira é o nome da catadora de lixo que todos os dias em São Paulo remexe o que os outros já não querem para ganhar a vida. Ao encontrar muitas obras de vários escritores começou a junta-las e criou uma biblioteca apenas com livros encontrados no lixo brasileiro.

Aos 47 anos conseguiu realizar um sonho o de ter a sua própria biblioteca em Mirassol (455 km de São Paulo no Brasil) próximo da sua casa. Sempre foi apaixonada pela leitura e queria poder emprestar livros às outras pessoas que não tivessem condições de os comprar.

De tanto ver obras deitadas no lixo de escritores como Machado de Assis, José Saramago e Érico Veríssimo, Cleuza, então a  semi-analfabeta, passou a lê-las e pôde, neste ano, realizar o seu sonho. Foi guardando livros e inaugurou a sua própria biblioteca não em casa, mas na associação de catadores, da qual participa, localizada no centro de triagem do lixo.

Já tem 300 títulos disponíveis e a biblioteca é gerida por 11 catadores, o espaço tem uma zona de leitura, uma zona para as crianças brincarem e uma área de discos de musica. O empréstimo dos livros não é cobrado mas quem quiser comprar um dos vários exemplares repetidos o valor é de  R$ 0,50 (cerca de 0.19€) por livro. Também há a possibilidade de fazer trocas de livros e todo o dinheiro arrecadado vai para a associação de catadores.

O que achas desta iniciativa de re-aproveitamento?

Um comentário

  1. Tomas diz:

    Que FACIL todo con voluntad.
    Que pena estar tan lejos de tu casa .te enviaría libros de INTERES
    QUIZAS algn DIA nos conozcamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *