Freguesia ajudou menina a voltar a ter mão em 7 meses

Publicado Por: Manuel Serol - 04• Fev•2013

São Domingos de Rana é o nome da Junta de Freguesia que lançou em Maio de 2012 uma campanha pelo país para recolha de tampas de plástico para poder proporcionar uma vida melhor a uma criança de 3 anos. A menina em causa ao fim de 7 meses recebeu uma mão mio-elétrica que ajudará a voltar a ter uma vida mais normal.

Mão mio-electrica

Segue o Jornal Positivo no facebook e recebe diariamente todas as notícias positivas de Portugal e do Mundo

Foram contactadas todas as corporações de bombeiros voluntários de vários pontos do país, empresas, escolas, creches e outras entidades publicas. Todos os participantes trabalharam arduamente para sensibilizar as pessoas mais próximas com quem têm contacto directo no desempenho das suas funções diárias.

A participação de milhares de particulares e empresas dos quais praticamente todos anónimos, resultou na angariação de um total de 11 toneladas de tampas de plástico precioso e bastante valioso no mercado da reciclagem. Assim que foi atingido o valor minimo necessário para proceder à aquisição da mão mio-elétrica, foi agendada uma data para o efeito.

No passado dia 7 de Janeiro do corrente ano a menina de 3 anos Inês deslocou-se ao Centro Europeu de Ortopedia onde realizou alguns testes afim de garantir que pedir receber a mão mio-elétrica e assim foi. Neste momento a criança já começou a habituar-se às suas novas capacidades para interagir com objetos estando a aumentar a sua qualidade de vida a um nível que de outra forma seria impossível.

A Junta de Freguesia irá continuar com a mesma campanha em curso no sentido de continuar a angariar mais tampas para poder pagar os custos de manutenção que a mão acarreta, portanto quando tiver uma garrafa de plástico na mão lembre-se de guardar a tampa e deposita-la no local mais próximo de sí onde estejam a fazer recolha. Vai ver que com a quantidade de locais de recolha que há espalhados pelo país rápidamente irá encontrar o que mais lhe dá jeito a sí.

O que achas deste tipo de participação por parte das populações?

A imagem é cortesia de arztsamui/FreeDigitalPhotos.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *